Resumo de Realismo (Literatura Brasileira)



Vimos que o Romantismo foi um período da história da Literatura Brasileira caracterizado pela emoção e pelo sentimentalismo. Depois do Romantismo vieram dois movimentos: o Realismo e o Naturalismo.

O Realismo e o Naturalismo foram dois movimentos literários que ocorreram ao mesmo tempo, aparecendo depois do Romantismo. Neste artigo, nós vamos falar a respeito do Realismo. 

Contexto Histórico

Para entendermos o Realismo, nós precisamos entender o que estava acontecendo no Brasil naquela época. De modo geral, o nosso país estava sendo "sacudido" por uma série de mudanças sociais, econômicas e políticas. Afinal, nesse período, ocorreu a Abolição da Escravatura (1888),a decadência da economia açucareira, o crescimento da cafeicultura, a influência do pensamento positivista (vindo da França) e a Proclamação da República (1889). Ou seja: era muita coisa acontecendo ao mesmo tempo. 

Surgiu, então, o Realismo, uma tendência literária que era oposta ao Romantismo. Ao invés de os escritores se afundarem nos sentimentos e nas emoções interiores (como os românticos faziam), os escritores realistas, influenciados pela filosofia positivista, ficaram mais interessados em observar o mundo de um modo mais real e coerente (daí vem o nome "Realismo"). 

Características

Os escritores realistas, ao contrário dos românticos, não se envolviam emocionalmente. Ou seja: não existia mais aquele sentimentalismo do Romantismo. No Realismo, os escritores estavam mais preocupados em representar a realidade da forma mais concreta e fiel possível. Por isso, suas narrativas eram bem detalhadas e seus personagens eram trabalhados psicologicamente (análise psicológica). 

Portanto, o objetivo do Realismo era observar a sociedade do modo mais real, concreto e objetivo possível (sem a interferência das emoções), analisando os valores da sociedade e criticando suas instituições e os comportamentos da época. O casamento, por exemplo, era visto como uma instituição decadente por causa do adultério. A burguesia (classe social dos comerciantes urbanos) também era criticada. 

Machado de Assis

O grande destaque do período foi Machado de Assis, um dos maiores escritores de toda a história da Literatura Brasileira. Sua escrita era caracterizada pela intertextualidade, pela metalinguagem pela análise realista do espírito humano e de seus valores. Algumas de suas obras mais famosas foram: Memórias Póstumas de Brás Cubas, Quincas Borba e Dom Casmurro, além dos contos O Espelho, A Cartomante, Sereníssima República, dentre outros. 

Outros autores de destaque do Realismo foram: Raul Pompeia (autor de "O Ateneu") e Aluísio de Azevedo (autor de "O Cortiço"), além de Inglês de Souza, Domingos Olímpio e Adolfo Caminha.





.
© Resumos de Literatura - 2017. Todos os direitos reservados.
Edição: Peter Ensi.
Tecnologia do Blogger.